Imprensa Oficial de Alagoas - CEPAL

Imprensa Oficial e Eduneal relançam "O Cangaceiro Lampião e o IV Mandamento", de Valdemar de Souza Lima

Obra apresenta Virgulino Ferreira, o “Lampião”, de um ângulo desconhecido pela maioria do povo brasileiro

Myllena Diniz
...

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos, em parceira com a Editora da Universidade Estadual de Alagoas (Eduneal), trazem às prateleiras uma nova roupagem do clássico nordestino “O Cangaceiro Lampião e o IV Mandamento”, escrito pelo jornalista Valdemar de Souza Lima (1902-1987).

A obra reúne uma série de histórias reais, baseadas em depoimentos, que remonta a trajetória do sertanejo Lampião, buscando narrar fatos trágicos e anedóticos da saga do Capitão Virgulino, por todo o Sertão do Nordeste brasileiro. E a narrativa é feita a partir de uma característica peculiar do protagonista: o respeito absoluto pelo 4º Mandamento da Lei de Deus: honrar pai e mãe.

No livro, o leitor se depara exatamente com o sentimento de honra de Virgulino Ferreira a seus genitores e como essa relação parental o motivou a ingressar no Cangaço – uma vez que a polícia alagoana foi a responsável direta pela morte de seu pai. O acontecimento fez com que o sertanejo – até então no ofício de almocreve – tenha jurado vingança.

No entanto, vingar o assassinato de seu pai implicaria em uma mudança radical na vida de Virgulino, que, em respeito ao 4º mandamento, fez vista grossa ao 5º: “Não matarás”. Esse aspecto da imagem do bandoleiro é apreciado ao longo da obra de Valdemar de Souza Lima, com a narrativa de episódios ainda inéditos da vida de Lampião.

A obra, que é um relicário nordestino, está disponível aqui.